Município de Cuba

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Município de Cuba

“Contos da Serra e da Planície”, de António José da Costa Neves, é a obra vencedora do Prémio Literário Fialho d’Almeida 2020

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

PREMIO FIALHO FB\\Aquela que é a primeira edição do Prémio conta ainda com uma Menção Honrosa atribuída ao romance “As olvidadas léguas da raia”, de Tiago Passão Salgueiro.

A Câmara Municipal de Cuba, a Direção Regional de Cultura do Alentejo e a Associação Cultural Fialho de Almeida divulgaram hoje o vencedor da primeira edição do Prémio Literário Fialho d’Almeida. O anúncio do vencedor do Prémio, bem como da Menção Honrosa atribuída pelo júri, aconteceu esta tarde, na sessão pública que decorreu no Museu Literário Casa Fialho d’Almeida.

Da autoria de António José Costa Neves, “Contos da Serra e da Planície”, na modalidade de conto, é o título da obra vencedora do Prémio Fialho d’Almeida em 2020. O autor, que habitualmente usa o pseudónimo literário E. S. Tagino, é natural de Grândola e reside em Almada há mais de quarenta anos. É licenciado em História, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e foi Bolseiro da Câmara Municipal de Grândola e da Fundação Calouste Gulbenkian. As suas obras têm-lhe proporcionado diversos prémios literários, nomeadamente: Prémio Literário Cidade de Almada – 2006 e 2020; Prémio Revelação Manuel Teixeira Gomes – 2006; Prémio Literário Paul Harris –2007; Prémio de Poesia e Ficção de Almada (Ficção) – 2008 e (Poesia) 2016; Prémio Glória Marreiros – 2014 (Menção Honrosa) e Prémio Literário Joaquim Mestre – 2017. Já este ano, as duas primeiras coletâneas de contos que escreveu, “Contos da Serra e da Planície” e “Alma Alentejana e Outras Histórias”, venceram os Prémios Literários Alves Redol – 2019 e Fialho de Almeida – 2020, a primeira; e o Prémio Literário Miguel Torga/Cidade de Coimbra – 2020, a segunda.

A par da obra vencedora, o júri do Prémio Literário Fialho d’Almeida deliberou ainda atribuir uma Menção Honrosa ao romance “As olvidadas léguas da raia”, de Tiago Passão Salgueiro”. Nascido em Évora em 1975, é licenciado em Antropologia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Mestre em Museologia pela Universidade de Évora. Desempenha as funções de Técnico Superior no Museu-Biblioteca da Casa de Bragança desde 2006 e é autor de diversas obras, de onde se destacam os títulos “Do Japão para o Alentejo – A Embaixada Japonesa Tenshö em Vila Viçosa no ano de 1584”, editada pela Chiado Editora em 2012, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Viçosa; “Fortificações Quinhentistas de Vila Viçosa”, pela Fundação da Casa de Bragança; e o romance “A Dúvida, em sentimento transformada” pela Chiado Editora, ambas no ano de 2014.

Sobre o Prémio Literário Fialho d’Almeida:

Criado em Junho de 2019, fruto de uma parceria entre o Município de Cuba, a Direção Regional de Cultural do Alentejo e a Associação Cultural Fialho de Almeida, este Prémio Literário foi instituído em especial homenagem ao escritor. Tem por objetivo fomentar o gosto pela leitura e pela escrita, promovendo, defendendo e valorizando a Língua Portuguesa, ao mesmo tempo que se destina também à promoção da criação literária. Foram aceites a concurso obras na modalidade de coletânea de contos e romance, tendo sido privilegiadas as temáticas diretamente relacionadas com a região Alentejo.

Nesta primeira edição foram submetidas 20 obras, das quais foram selecionadas 13 finalistas. Para além da obra vencedora, o júri determinou ainda a entrega de uma menção honrosa. Ao vencedor será entregue um prémio no valor pecuniário de 3 mil euros e a sua será publicada numa editora de reconhecido mérito, sob coordenação da Biblioteca Municipal de Cuba e da Associação Cultural Fialho de Almeida, constando na edição a referência ao prémio.

 

CLDS Cuba (Con)Vida lança campanha de recolha bens para entrega a famílias carenciadas

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

RECOLHA DE BENS ERRADICAÇÃO DA POBREZA\\Tem bens em bom estado de que já não necessita?
Se sim, contacte o projeto Cuba (Con)Vida 4G.

No âmbito da comemoração do Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, a equipa do CLDS Cuba (Con)Vida 4G está a lançar a atividade Cuba (Con)Partilha. A iniciativa pretende recolher bens que, mediante avaliação da situação familiar, serão entregues a famílias que deles necessitem.

Roupa, Brinquedos, Produtos de higiene, Equipamento eletrónico e Artigos para bebé e criança são alguns dos artigos que pode doar ao abrigo desta campanha. Se puder, participe. Dê uma segunda vida ao que já não precisa.


\\Contactos:
Cuba (Con)Vida CLDS 4G
Edifício da Antiga Escola Pré-Primária
Rua de Beja s/n, 7940-141 Cuba
(+351) 937 420 001
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
facebook/Cuba-ConVida-CLDS-4G

 

Carnaval de Cuba 2012

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

O Município de Cuba vai organizar, no dia 21 de fevereiro próximo, o Corso Carnavalesco.
É uma atividade lúdica e recreativa que tem como objetivo principal promover e dinamizar turisticamente o concelho, através da comemoração desta época festiva. A iniciativa visa, ainda, incentivar a criatividade, a imaginação e o espírito de associativismo no seio da comunidade.
A data limite para entrega das inscrições é até ao dia 13 de fevereiro de 2012.

Documentação:

PDF Edital
PDF Regulamento
PDF Ficha de Inscrição

 

Assembleia Municipal - Moções aprovadas na última reunião

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

THUMB MOÇOES OUT“Repor as freguesias extintas – um imperativo democrático” e “Por um verdadeiro processo de Paz para o conflito israelo-palestiniano” foram os tópicos abordados pelas moções apresentadas e aprovadas na última sessão da Assembleia Municipal de Cuba.

No que diz respeito ao tema da extinção de Freguesias, a moção aprovada pela AM de Cuba refere que “ao contrário do propagandeado”, a medida, “na generalidade, não trouxe ganhos financeiros nem contribuiu para o reforço da coesão territorial, antes acentuou as assimetrias regionais já existentes. Ao encerramento de inúmeros serviços públicos pelo país, a extinção de freguesias, veio ainda esvaziar e agravar mais a vida em muitas localidades, em particular nas zonas rurais e de interior, onde a freguesia era a entidade que restava, deixando as populações ao abandono”, defende o documento que sublinha que “perdeu-se a proximidade dos eleitos com as populações, com a redução de cerca de 20 mil eleitos de freguesia; dificultou-se a capacidade de intervenção na resolução de problemas; perdeu-se a identidade de cada freguesia e reduziu-se a capacidade de reivindicação das populações e dos seus órgãos autárquicos”.

A moção termina reivindicando que “a reposição de freguesias exige uma lei simples e objetiva, que respeite a vontade das populações”, seno este “um ato de inteira justiça”, e “uma exigência democrática”.

Já no segundo tópico, a moção da Assembleia Municipal de Cuba pretende “instar o Governo Português a reconhecer o Estado da Palestina nos territórios ocupados por Israel em 1967, com Jerusalém Leste como capital, conforme recomendação aprovada pela Assembleia da República; a reavaliar todo o quadro de relacionamento com o Estado de Israel caso o Governo deste país, em violação do direito internacional, persista em concretizar o anunciado projeto de anexação de jure de território Palestiniano; e a utilizar todos os instrumentos políticos e diplomáticos ao seu alcance, nomeadamente nas Nações Unidas, no sentido da promoção da Paz e da defesa intransigente dos direitos do povo palestiniano”.

“Reiterar a solidariedade para com o povo palestiniano”, “manifestar total discordância face à intenção de anexação da Cisjordânia pelo Governo de Israel” e “exigir, uma vez mais, o cumprimento das Resoluções das Nações Unidas e o fim da ocupação ilegal dos territórios palestinos por Israel”, são outros dos pontos referidos no documento aprovado e enviado para diversas entidades, entre elas a Missão Permanente de Portugal junto das Nações Unidas, o Presidente da República, o Primeiro-Ministro, o Ministro dos Negócios Estrangeiros, os Grupos Parlamentares da Assembleia da República, Grupo Parlamentar de Amizade Portugal-Palestina, a Embaixada de Israel em Portugal, Missão Diplomática da Palestina, o Conselho Português para a Paz e Cooperação e Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente.

pdf icon Moção - Repor as freguesias extintas – um imperativo democrático
pdf icon Moção -Por um verdadeiro processo de Paz para o conflito israelo-palestiniano
   


Pág. 7 de 282

Ligações Rápidas









PREMIO FIALHO ALMEIDA

BOTÃO SUSTOWNS SITE

 

Agenda


Não tem eventos

Boletim Municipal

THUMB CAPA BOLETIM18


Brasao Câmara Municipal de Cuba
Rua Serpa Pinto 84
7940-172 Cuba

Telefone: 284 419 900
Fax: 284 415 137
Email: geral@cm-cuba.pt
Horário de Funcionamento: Das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30